Trabalhando a marca pessoal nas redes sociais de maneira saudável e autêntica

Publicado em 14/08/2018

Quantas vezes você já foi a um restaurante, pediu um prato bonito, o fotografou e postou em suas redes sociais? Já registrou a própria roupa, um acessório ou mesmo um item novo que adquiriu para a sua mesa de trabalho? Você já parou para pensar no que esses registros dizem sobre você?

Como bem define Juliana Dato, as mídias sociais são plataformas projetadas para permitir a interação social a partir da criação colaborativa de informações e do compartilhamento de conteúdo. Marcadas por relacionamentos horizontais e não hierárquicos, elas propõem novas dinâmicas de comunicação, nas quais um usuário do interior de Minas Gerais pode discutir com um candidato a deputado federal e uma garota de 8 anos dialoga facilmente com a sua cantora americana favorita em apenas alguns cliques.

Somos vistos a todo o momento, o que transformou essas plataformas em verdadeiras ferramentas para a gestão de marca pessoal. Contudo, como conduzir um trabalho de personal branding nas redes sociais e não se tornar um refém da imagem? É o vamos descobrir a seguir.


O que considerar ao trabalhar a marca pessoal nas redes sociais?

Como já defendemos aqui no blog e nas redes sociais, o personal branding tem como objetivo gerenciar a maneira como uma pessoa é percebida. Ele não se contenta somente com a reputação do cliente, pois os valores propagados precisam estar ligados à essência dele.

A marca pessoal precisa ser trabalhada diariamente, com atitudes e boas expressões dela. Não se constrói uma marca da noite para o dia, com discursos e imagens bonitas. No mundo virtual, você é o que aparenta e é facilmente desmascarado. Por isso, é importante entender bem o contexto e usá-lo para comunicar seus valores de maneira eficiente e transparente. Confira algumas dicas abaixo:

Procure separar assuntos pessoais dos profissionais, de modo que você não misture comentários especulativos com assuntos do âmbito do trabalho.

Tenha ciência de que as informações postadas nas redes sociais são de sua responsabilidade, o que demanda cuidado com as regras de confidencialidade.

Agregue valor sempre que possível. Pense na relevância do tema e apresente fatos novos ou pontos de vista interessantes sobre.

Lembre-se que você está em um ambiente público. Evite fazer comentários sobre compras de bens, vida íntima, entre outros. Essas informações podem ser usadas contra você.


As redes sociais são uma excelente forma de difundir o seu trabalho. Contudo, em uma era onde cada um se torna uma marca, como bem define Tom Peters, é preciso tomar os devidos cuidados para não ser consumido pela imagem. Entenda!

Marca pessoal nas redes sociais e saúde mental

Em um artigo para a revista Trip, o advogado e pesquisador do MIT Media Labs Ronaldo Lemos abordou os perigos de uma visão distorcida sobre o gerenciamento da marca pessoal, aquela que a torna um imperativo. Isso porque não podemos controlar todas as nossas experiências em nome da autoimagem que desejamos projetar. Além disso, aqueles que vivem só pela imagem tornam-se reféns do discurso que constroem. Passam a limitar os próprios gostos e experiências.

Para que a gestão da marca pessoal não reduza as suas experiências no mundo, gerando danos para a saúde mental, é preciso que você se conheça e defenda a sua autenticidade. Sem isso, você se torna, como bem coloca Ronaldo Lemos, "uma câmera de eco de fazer inveja a qualquer candidato a narciso."

Quando procuramos nos conhecer, temos um propósito com a nossa marca pessoal e esse propósito leva à autenticidade. O risco existe, portanto, quando se trabalha a imagem pela imagem.

A marca pessoal de verdade tem alma. Ela se posiciona em relação aos acontecimentos, não fica em cima do muro. Uma frase conhecida ilustra bem o que digo aqui: “É preciso coragem para ser [uma marca] diferente e muita competência para fazer a diferença.”

E você, tem dúvidas sobre gestão de marca pessoal nas redes sociais? Entre em contato conosco pelo e-mail contato@internoestilo.com.br

Fotos: Rawpixel e Razvan Chisu on Unsplash