Originalidade na gestão de imagem pessoal: como ter um visual de impacto?

Publicado em 24/07/2018

A gestão de imagem pessoal ainda abre caminhos no mercado. É comum que pessoas ainda a atribuam a investimentos altos, como se a imagem partisse dos bens materiais que adquirimos e de experiências que buscam nos afetar de fora para dentro. Vale lembrar que, em termos de imagem pessoal, o que fazemos repercute mais do que o que falamos, e sem valores bem consolidados, não é possível alcançar uma marca forte. Contudo, como escapar das fórmulas e proporcionar originalidade na gestão de imagem pessoal para o cliente?

Já abordamos aqui no blog a importância do autoconhecimento para que o estilo do consultor não seja imposto ao cliente. Além de utilizar métodos que respeitem o tempo de quem passa pelo processo de gestão de imagem, alguns cuidados também proporcionam experiências significativas, especialmente na aparência, e colaboram com o consumo consciente. Quer saber quais são? Acompanhe nossas dicas a seguir!


1. Esteja aberto a reformas

Há uma série de itens com memórias afetivas que podem ser repaginados. Verifique quais pertences trazem recordações importantes para você e quais deles podem ser reformados. Um relógio do avô carrega uma série de histórias que valem ser compartilhadas!

2. Adquira peças em brechós e bazares

Em brechós e bazares, você tem a oportunidade de encontrar peças exclusivas e com altíssima qualidade. Hoje, felizmente, mais pessoas têm abertura para utilizar itens usados. Além da carga histórica, essas peças promovem um diálogo entre diferentes contextos, trazendo novas leituras sobre as tendências vigentes.


3. Atenção aos sentimentos presentes no ato da compra

Pode ser que aquela paleta de cores ou aquele modelo pareçam ideais para o biótipo e o estilo de vida do cliente. Contudo, se ele não se sente confortável para usar essas propostas, dificilmente irá sustenta-las em seu discurso visual. Respeite a individualidade do outro.


4. Você não precisa "de roupa para sair, roupa para trabalhar"

Embora a ideia de estruturar um guarda-roupa para o trabalho seja válida, é importante que você tenha em mente que uma peça pode ter muitas utilidades. A peça que passeia com você nos fins de semana pode acrescentar um toque de frescor no ambiente corporativo se combinada com os acessórios e cores certos. Portanto, aposte na versatilidade!

Para ter autenticidade, é preciso se conhecer. Muitas pessoas desejam ousar mais, mas não o fazem por não se conhecerem o suficiente. É por isso que acredito em um processo de consultoria e gestão de imagem mais longo e reflexivo, capaz de provocar o cliente para novos olhares sobre si. Se você quer conhecer um pouco mais sobre esse método, entre em contato conosco!

Fotos: Tolu Bamwo Nappy on Unsplash e William Stitt on Unsplash