Dresscode informal: você sabe como se adequar?

Publicado em 15/01/2018

Você já mergulhou na água fria depois de sair de uma sauna? Ou tomou um copo de água gelado em um dia extremamente quente? Se sim, certamente passou por alguns desconfortos, como resfriados ou calafrios. Mudanças drásticas sempre nos deixam resquícios. Afinal, não mudamos do dia para a noite. E é por isso que, ao passar de um escritório formal para um ambiente de trabalho mais despojado, muitas pessoas têm dificuldade de se adequar às novidades do dresscode informal (código de vestimentas).

Você quer entender como comunicar as suas competências em um ambiente de trabalho flexível? Veja o que nós preparamos para você!


Ambiente de trabalho informal: os erros que não podemos cometer

A situação já virou um clichê: basta começar a trabalhar em um ambiente de trabalho informal que o colaborador, que viera às entrevistas bem alinhado, começa a comparecer ao escritório com regatas que usaria em uma tarde de domingo ou usando chinelos que pouco dialogam com a seriedade dos negócios.

Estar em um ambiente informal não significa que tudo lhe é permitido. Precisamos ter muito cuidado com os desleixos, pois roupas amassadas, sujas ou pouco conservadas indicam atitudes de auto abandono, o que é muito negativo em um mercado onde precisamos mostrar que estamos em contínuo aprimoramento.

Embora já tenhamos defendido que não precisamos montar um guarda-roupa específico para o trabalho, vale lembrar que algumas peças que usamos somente nos fins de semana, como blusas decotadas, sutiãs à mostra, regatas, paetês, perfumes fortes, acessórios barulhentos, entre outros, não devem ser trazidos para o escritório. Afinal, eles podem chamar mais atenção para aspectos de sua personalidade que não estejam relativos à suas competências profissionais.

A higiene pessoal também requer atenção. Muitos colaboradores deixam os cabelos, barba, bigode e unhas sem os devidos cuidados, transmitindo uma imagem distorcida da empresa para clientes e para a vizinhança do escritório. Faça um corte bonito nos fios, apare a barba e o bigode e deixe as unhas sempre limpas. Fazer a manicure já não é uma obrigação, embora possa colaborar com a construção da imagem.

Como garantir uma transição tranquila para um dresscode informal?

Ao iniciar em um ambiente de trabalho informal, observe como os seus superiores se vestem. Procure manter a sua imagem alinhada, cuidando sempre para que suas peças de roupa e sapatos proporcionem um bom caimento e conforto.

Em algumas empresas, especialmente as mais jovens, até mesmo os CEOs têm dificuldades com a informalidade, o que impacta na imagem da organização. Se você está iniciando um empreendimento, vale dizer que é também responsabilidade das empresas oferecerem esclarecimentos sobre o código de vestimentas da companhia. Como afirmamos em nosso post sobre a flexibilização do dress code, esse código é fundamental para a construção de uma marca.

Se você tem dúvidas sobre um código de vestimentas flexível, podemos ajudar nesta tarefa! No dia 03 de fevereiro, sábado, entre 9hs às 13hs, vamos conceder o workshop “Construindo a Imagem Profissional com Estilo”, no Guaja, em Belo Horizonte. O conteúdo foi especialmente preparado para profissionais liberais, empreendedores e colaboradores que queiram fazer a gestão estratégica da imagem e obter ainda mais resultados! Ficou curioso? Venha participar!

Workshop: Construindo a imagem profissional com estilo, com Miriam Lima
Data: 03 de fevereiro, sábado
Horário: 9hs às 13hs
Local: Guaja - Avenida Afonso Pena, 2881 - Centro - BH/MG

Fotos: Viktor Kern on Unsplash e Brooke Cagle on Unsplash