A busca pela autenticidade na construção de imagem

Publicado em 12/03/2018

Você já desejou fazer uma grande transformação em seu visual, ao melhor estilo de programas como "Queer Eye" e "Esquadrão da Moda"? Se sim, como você ficaria? Quais pessoas o inspirariam nesse processo?

Em um processo de construção de imagem pessoal, não há mal algum em procurar referências em pessoas que você julga ter elegância ou atitude. O problema surge quando essa inspiração vira uma cópia, e você passa a andar "fantasiado". Esse conselho vale também para empresas, que em busca de caminhos para se sobressair no mercado, acabam repetindo fórmulas de concorrentes e perdendo a própria identidade. Como diria o autor Austin Kleon, é preciso saber "roubar como um artista". Mas o que seria isso?

Segundo Kleon, qualquer trabalho criativo (seja ele pintar, escrever um artigo científico ou vestir-se) é construído sobre o que veio antes. Nada é original. Portanto, a construção de uma imagem autêntica, alinhada com uma postura profissional desejável, também passa por suas referências. E para descobri-las, é preciso que você se conheça.

Quer entender como funciona o processo de encontrar autenticidade na construção de imagem? Acompanhe!


A procura pela autenticidade na construção de imagem passa pela vulnerabilidade

Você está ansioso, preparando-se para apresentar um trabalho ou um discurso para uma plateia. Quando sobe ao palanque, de repente, descobre que está nu. Já sonhou com algo deste tipo? Este tipo de sonho é um dos mais recorrentes, sendo que uma série de especialistas o associam ao medo de se revelar. Contudo, a busca por uma expressão autêntica, capaz de certificar a sua presença, é indissociável do ato de revelar quem você realmente é.

Segundo a pesquisadora americana Brené Brown, citada por Ilana Berenholc, a autenticidade "é uma quantidade de opções que temos de fazer todos os dias. Diz respeito à opção de nos mostrarmos e sermos reais (...) A opção de deixar nosso verdadeiro eu ser visto."

O trabalho de consultoria de imagem e estilo é, muitas vezes e erroneamente, associado à pasteurização de expressões individuais. É como se nós, consultores, quiséssemos formar um verdadeiro exército de manequins! Porém, especialmente aqui na Interno Estilo, nos valemos de conhecimentos interdisciplinares, que incluem a psicanálise e a moda, para entendermos quem você é.

"Conhece-te a ti mesmo"

Não há uma fórmula mágica para criar sua presença. Contudo, há um passo essencial: iniciar um percurso corajoso para dentro de si mesmo. Mas tenha calma: nessa busca, você não lidará apenas com seus pontos fortes!

Nesse processo, você encontrará também seus valores e fragilidades, o que faz com que muitas pessoas desistam. Com duas décadas de experiência na psicanálise, eu, Miriam Lima, posso afirmar que este processo não é fácil. Contudo, recomendo fortemente que você persista dentro de suas limitações! Aos poucos, você entenderá que suas vulnerabilidades são também responsáveis por movê-lo em seu trajeto.

Quando você não procura lidar com suas fragilidades, encarando-as de maneira madura, pode acabar caindo em vícios, uma espécie de fuga que Brené Brown denomina como "anestesias da vulnerabilidade".

É comum que as pessoas, sem clareza sobre quem são e o que desejam, busquem fora alguns modelos sobre o que fazer e como ser. A reprodução destes comportamentos sem o devido senso crítico é danosa, e inclui, como um de seus resultados, um grande número de pessoas sofrendo com padrões de beleza inatingíveis, transtornos alimentares e alcoolismo.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgados n’O Estadão, 9,3% dos brasileiros têm algum tipo de transtorno de ansiedade e 5,8% da população de nosso país sofre com a depressão. Agir no piloto automático adoece, embora, nem sempre essa seja a principal causa para o aparecimento dessas doenças.

Se você já viu o seriado "Queer Eye" (disponível na Netflix), deve ter percebido a importância da vulnerabilidade para que as pessoas se permitam melhorar. E veja bem que surpresa: na produção americana, os participantes só estreitam os laços com os apresentadores do programa e mudam o comportamento quando se mostram vulneráveis. Esse "estado de risco" é também responsável pelas coisas boas que usufruímos!

Viu só como a busca pela autenticidade na consultoria de imagem é muito mais poderosa do que parece? Não hesite em contar com a ajuda de profissionais capacitados, com os quais você se sinta à vontade para se abrir! Se você quer saber mais sobre os nossos métodos em consultoria de imagem pessoal e profissional e quer tirar suas dúvidas, entre em contato conosco pelo e-mail contato@internoestilo.com.br.

Fotos: Chris Benson on Unsplash e Eye for Ebony on Unsplash